Rainha e Topper apostam em 10 artigos esportivos para praticar os esportes do momento

Imagem
Marcas do grupo BR Sports apostam em acessórios, bolas, vestuário e calçados confortáveis com preços democráticos. Fotos Divulgação   Bolas de b each volley da Rainha e de futebol da Topper estão entre as sugestões para esportes coletivos Atravessando os momentos de prática de modalidades esportivas, o estilo athleisure ganhou a preferência de diversos brasileiros que buscam conforto, praticidade e estilo em acessórios, vestuário e calçados.   Para contribuir com o bem-estar e incentivar o movimento no dia a dia, seja qual modalidade pretendida, as marcas Topper e Rainha – duas das mais tradicionais do país – apresentam uma seleção de 10 sugestões de artigos esportivos para quem é apaixonado por esportes, deseja iniciar alguma modalidade ou ainda atualizar o guarda-roupa com opções confortáveis.   A Topper tem como público-alvo jovens esportistas apaixonados por futebol e basquete. Na seleção de produtos, aposta em bolas de futevôlei e futebol de campo, luva de goleiro e

CHAI anuncia novo álbum autointitulado


PREVISTO PARA 22 DE SETEMBRO VIA SUB POP

 

 TAMBÉM APRESENTA SEU PRIMEIRO SINGLE, "PARA PARA"

CLIPE DE "PARA PARA" DISPONÍVEL AQUI

 

 

foto: Kana Tarumi

 

"CHAI são fornecedoras profissionais de extravagâncias."New York Times

 

"CHAI estende generosamente sua perspectiva cheia de maravilhas a qualquer um que queira ouvir. Em troca, eles nos pedem para encontrar nossa própria alegria, onde e quando pudermos." – Pitchfork

 

"desafiar suas expectativas é um princípio fundamental desta banda." – NPR Music

 

CHAI anunciou seu novo álbum autointitulado, para 22 de setembro pela Sub Pop/Sony Music, anunciou uma turnê nos Estados Unidos para divulgar o novo álbum e apresentou o primeiro single do álbum, "PARA PARA". Ao contrário de seu aclamado álbum de 2021, WINK, esta coleção de canções autointitulada mostra o CHAI voltando às suas raízes, inspirando-se em sua herança cultural japonesa e na música que os criou. "Tudo refletido nas letras expressa nossa experiência como mulheres japonesas", diz a vocalista/tecladista MANA, explicando por que escolheram autointitular este álbum. O ethos de CHAI é de inclusão, e o anteriormente compartilhado "We The Female!" – gravado ao vivo para homenagear as apresentações desenfreadas da banda – é "enérgico e brilhante" (Stereogum), chamando todos os ouvintes para a missão.

 

Em "PARA PARA", CHAI homenageia a desconcertantemente popular tendência de dança two-step que passou pelo Japão na década de 1990. "Não há um significado profundo nessa música, é apenas sobre a dança", diz Mana. "Desde que você consiga sentir os dois passos, qualquer dança é possível! Deixe seu corpo se mover ao ritmo do seu coração Quando seu corpo se mover ao ritmo do seu coração, você perceberá que o mundo é menor do que você pensa e que todos os seus problemas são mais fáceis do que parecem. Porque dois passos e música são a melhor maneira de se comunicar neste mundo Vamos COMEÇAR o two-step de CHAI! ☆☆"

O vídeo "PARA PARA" que acompanha, dirigido por Jennifer Juniper Stadford, estreia hoje à noite às 22h BRT e homenageia o passado, presente e futuro do art-rock e do J-pop. Com influência de Yellow Magic Orchestra, Talking Heads e Devo, o vídeo "PARA PARA" cria um mundo novo, onde o movimento neo-kawaii de CHAI ocupa o centro do palco e inspira um futuro forte para todos.

 

OUÇA "PARA PARA"

ASSISTA O VÍDEO AQUI

 

CHAI lançou um feitiço no mundo em 2017 quando lançou seu primeiro álbum, PINK, uma coleção de músicas que apresentou aos ouvintes sua marca singular de pop divertido. A continuação entusiasticamente feminista, PUNK, recebeu elogios da imprensa musical e de outros artistas. Isso levou ao WINK, que CHAI fez por meio de sessões remotas de Zoom, uma limitação que se tornou um ponto forte, pois permitiu que o quarteto - as irmãs gêmeas MANA (vocais e teclas) e KANA (guitarra), YUNA (bateria) e YUUKI (baixista) letrista) — para colaborar com artistas no exterior. Em WINK, CHAI olhou além de seus arredores imediatos e dos limites de casa para criar um trabalho que encontrou catarse em sua comunidade internacional.

 

Cada álbum do CHAI empresta inspiração estética de movimentos musicais específicos e, no CHAI, o quarteto queria fazer comparações diretas com o city pop, um som nascido em Tóquio popularizado nos anos 70 e 80. City pop foi uma versão japonesa da música lounge ocidental, emprestando do jazz, boogie, funk e yacht rock para criar um som que abrangesse duas culturas. Só recentemente o city pop se tornou um fenômeno da cultura pop nos EUA - em parte graças ao TikTok e ao YouTube buscando canções de artistas como Tatsuro Yamashita - mas para CHAI, o city pop era apenas a música da infância.

 

Um olhar nostálgico para trás foi, em parte, circunstancial. Quando as restrições da pandemia foram suspensas, CHAI voltou à estrada, trazendo seu exuberante show para novas cidades, onde a experiência de se apresentar para grandes multidões em cidades como Santiago, Buenos Aires e São Paulo as fez perceber que haviam conquistado uma audiência global. Perceber que suas mensagens se aplicavam a pessoas fora do Japão fez com que CHAI considerasse quais outras facetas poderiam ressoar com o público fora de seu país de origem.

 

CHAI – ao contrário dos álbuns anteriores – foi escrito na estrada, com a banda encontrando tempo para gravar nos dias entre os shows no Stones Throw Studio em LA, Ometusco Sound Machine na Cidade do México e Grand Street em Nova York. Trabalhar em estúdios com vastas coleções de equipamentos permitiu que eles experimentassem uma estética ainda inédita em um álbum do CHAI. "Na verdade, foi um processo tranquilo e descontraído, porque estávamos fazendo shows todos os dias e estávamos na música", diz MANA.

 

Nas sessões de composição, os membros do CHAI listaram palavras imediatamente associadas ao Japão, resultando em músicas com títulos como "MATCHA" e "KARAOKE". Alguns termos são menos imediatos, mas não menos autênticos do patrimônio cultural do país. Elas contrataram o colaborador anterior Ryu Takahashi para produzir, que compartilhou seu amor pelo city pop e eurobeat, bem como as melodias de artistas J-pop como Maria Takeuchi, que também contribuíram para o moodboard CHAI. "Elas queriam se aprofundar em sua identidade japonesa, não no sentido tradicional, mas dessa maneira ocidental filtrada", diz Takahashi.

 

O destaque do CHAI, "GAME", pode ser a destilação perfeita de CHAI, pois incentiva os ouvintes a continuarem se movendo nesta vida com alegria e paixão. Por MANA: "Não se trata de ganhar ou perder como competição, mas sobre o que você precisa fazer, pessoalmente, para sentir que venceu."

 

Sobre o álbum, Mana diz: "Este é o CHAI! Com nosso álbum autointitulado CHAI, CHAI declara que vivemos com orgulho como mulheres japonesas Esperamos que este álbum dê a todos um pouco mais de confiança em viver como elas querem viver. Esse é o nosso ideal. Se este álbum se tornar essa existência para qualquer um, essa é a resposta certa aos nossos olhos Ouça, sinta"

 

Damos-te a nossa evolução, por dentro e por fora! Agora vamos lá, BEBÊS NEO-KAWAII. Se você não conseguir nos alcançar, nunca sentirá o NEO KAWAII"

 

 

RESERVE CHAI

CHAI

1. MATCHA

2. From 1992

2. PARA PARA

4. GAME

5. We The Female!

6. Neo Kawaii,K?

7. I Can't Organize

8. Driving22

9. Like, I Need

10. KARAOKE

 

 


VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Zanir Furtado apresenta preview da coleção Pantanal em almoço exclusivo

Na onda do tenniscore: cerveja oficial de Wimbledon, Stella Artois lança jaqueta exclusiva com a DOD Alfaiataria

Bruna Linzmeyer nua em Gabriela

Geová Rodrigues lança coleção cápsula em pop-up em São Paulo

Coleção 2Essential Pre-Summer

FuturePrint, Brother e Instituto Focus Têxtil firmam parceria para projeto de capacitação em design e estampas

Inverno pede meia e muitas botas! Como compor um look seguindo as tendências da estação

Chegou! Enjoei inaugura segunda loja física em São Paulo com curadoria especial de marcas e peças únicas a R$ 50

Brizza-Arezzo traz a tendência Brasil Core para a nova cápsula