DESTAQUE

MODA: CRIS BARROS AW21 I Entre Céu e Terra

Imagem
"A coleção AW21 foi dividida em três capítulos e pensada como um exercício de olhar a natureza como escultura e a paisagem como arte; criando uma porta de entrada para a contemplação da luz, do tempo e do espaço. Dialogar entre o natural e o criado pelo indivíduo, ligando o físico ao efêmero em uma experiência sensorial transformadora que cria uma conexão entre o Céu e a Terra." - Cris Barros CAPÍTULO 1 - LANDART A arte da terra ou "Land Art", foi um movimento artístico que nasceu nos anos 60s, a partir da fusão da natureza e da arte onde a paisagem, além do suporte, faz parte da criação artística. O Capítulo 1 intitulado LANDART e dividido em 4 edições , homenageia essa experiência artística onde o observador interage com a obra, e a grandiosidade da natureza como fonte de inspiração; uma obra de arte perfeita. COLEÇÃO Dando continuidade no capítulo 1, CRIS BARROS apresenta agora o Inverno AW21 Entre Céu

GASTRONOMIA: O vinho dos mortos que alegra os vivos

Quinta do Olivardo produz vinho artesanalmente


O Vinho dos Mortos é resgate da tradição lusitana. A história desse vinho nos leva ao ano de 1807, quando Portugal foi invadido pelos franceses com as tropas de Napoleão. Quando as tropas chegaram nas vinícolas, os portugueses enterravam o que havia de mais precioso, e entre esses itens, as suas garrafas de vinho.


Abriram buracos no meio das videiras, embaixo dos tonéis, ao lado dos lagares e após a expulsão das tropas de Portugal, com os portugueses reconquistando suas propriedades, desenterravam seus vinhos, julgando que encontrariam uma bebida estragada. A surpresa, porém, foi que encontraram um vinho ainda mais saboroso. "O vinho dos mortos que alegra os vivos", diz Olivardo.


O clima serrano, a natureza envolvente e exuberante, o ambiente acolhedor, um bom vinho, um bom fado, a gastronomia inspirada na Ilha da Madeira, perfumados bolinhos de bacalhau saindo da cozinha, pratos com sabores inigualáveis, um sino anunciando fornadas de Pastéis de Belém, um café passado no coador de pano e a simpatia de Olivardo e de seus funcionários recebendo os visitantes, fazem da Quinta a concretização bem sucedida de um sonho.


A propriedade conta com mais de 8 mil pés de uva plantados em 2 hectares de terra. Produzem artesanalmente por ano 20 mil litros, e o primeiro pé de uva que foi plantado na propriedade mantém-se no local e serve de resgate da memória do dia em que tudo começou, "um sonho, uma parreira e uma história para contar", diz Olivardo.


As uvas plantadas são de mesa: Isabel, Lorena, Niágara branca, rosada e violeta e Bordeaux. Também há a uva vinífera Cabernet Sauvignon. A produção dos vinhos é feita com 70% das uvas da Quinta e 30% comprado de pequenos produtores locais. Toda a produção de vinhos é comercializada na própria Quinta. Os produtos disponíveis são: Bordô suave e seco, Niágara suave e seco, Cabernet Sauvignon e Lorena.


No terceiro sábado de todos os meses a casa resgata a tradição do Vinho dos Mortos, com o "enterro" das garrafas do novo vinho, em um evento inesquecível, recheado de cores e sabores,onde se desfruta dos deliciosos pratos da gastronomia portuguesa ao som de belíssimos fados cantados ao vivo. 

 


Como chegar

A Adega e Restaurante Quinta do Olivardo fica no km 4 da Estrada do Vinho, em São Roque (SP), com acesso pelo km 58,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270). Está localizada a 60 quilômetros de São Paulo e a 45 quilômetros de Sorocaba.

Estacionamento no local: Gratuito

Informações – www.quintadoolivardo.com.br


Vinho dos Mortos
Vinho dos Mortos
Divulgação



Vinho
Vinho
Divulgação



Vinho
Vinho
Divulgação









Sua marca ou seu negócio no site e nas redes sociais !
Informações: oresumodamoda@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife

Estilo Brasileiro, Rose Benedetti foi a precursora da bijuteria no Brasil