MARCAS e ESTILISTAS: Louis Vuitton, um fabricante de malas e bolsas.


 O fundador da marca, Louis Vuitton (Anchay, 4 de agosto de 1821 — Paris, 27 de fevereiro de 1892) foi um fabricante de malas e bolsas na segunda metade do século XIX, em Paris. Criou sua oficina em 1854 em Paris, onde produzia artesanalmente malas e bolsas. Seu trabalho foi reconhecido na Europa quando reinventou o formato das malas de viagem e criou um padrão de desenho diferente comparado ao que havia na época.


 Por conta das novidades introduzidas por Louis Vuitton, os seus produtos começaram a ser imitados na Europa. Para impedir as falsificações, Vuitton tentou diferentes desenhos nos produtos para que pudessem identificar a sua autoria. Finalmente em 1896, criou o monograma das letras “L” e “V”, juntamente com símbolos que reproduziam flores – os desenhos recobriam a lona que servia de insumo para os produtos. O monograma criado perdura até hoje como marca da empresa, e o conjunto dos símbolos que faz parte da identidade visual da marca. Em 1987, a empresa Louis Vuitton juntou-se com a fabricante de champanhes Moët et Chandon e a fabricante de conhaques Hennessy para criar uma empresa de bens de luxo: o grupo LVMH (Louis Vuitton - Moët Hennessy). O grupo se especializou em incorporar marcas de luxo, o empreendimento foi bem sucedido e atualmente o grupo é dono de 60 marcas, sendo uma delas a própria Louis Vuitton. Outras marcas que compõe o grupo são Christian Lacroix, Donna Karan, Fendi, Givenchy e Veuve Clicquot. A política da LVMH é de manter a gestão destas marcas de forma autônoma. Em 2009, o grupo obteve uma receita bruta de US$ 17 bilhões de dólares.

 A formação deste grupo fez gerar outros conglomerados entre as marcas de luxo concorrentes. As marcas se uniram ou compraram umas as outras e formaram grupos controladores. Um grupo chama-se Pinault-Printemps-Redoute e controla marcas como Gucci, Yves Saint Laurent e Oscar de La Renta. Outro grupo é o Richmont que domina Cartier, Montblanc, Lagerfeld entre outras.

A linha do tempo

1901

● Com o lançamento da bolsa Steamer, confeccionada em lona grossa e muito resistente, criada para ser levada dentro das malas de viagens, a marca deu seu primeiro passo para a diversificação de produtos, ingressando no mercado de bolsas, carro-chefe da LOUIS VUITTON até os dias de hoje.

1929

● Lançamento do primeiro perfume da marca francesa.

1930

● Lançamento da Keepall Bag, a tradicional mala de mão, o item mais vendido da marca, e a primeira com tecido impermeável flexível.

1932

● Lançamento da bolsa Noé (estilo saco), um dos maiores sucessos da marca, que foi desenvolvida com a finalidade de carregar garrafas de champanhe, mas acabou se tornando uma mala de mão venerada por milhares de mulheres de fino trato no mundo.

1933

● Lançamento da bolsa Speedy, que se uniu à linha existente, aumentando ainda mais a gama de modelos de bolsas fabricadas pela marca. A bolsa, feita de couro com fecho de zíper e a alça curta, feita para ser carregada nas mãos, se tornou um ícone quando Audrey Hepburn solicitou o seu modelo nos anos 60.

1966

● Lançamento da bolsa em formato cilíndrico Pappilon.

1985

● Lançamento da linha Epi, composta por incríveis carteiras e malas de luxo, com cores brilhantes e chamativas.

1993

● Lançamento da Taïga, uma linha de malas e pastas em couro para homens e mulheres de negócios, que se destacava por seu visual sóbrio, composta por peças em sua maioria de cor preta.

1994

● Desenvolvimento de produções editoriais, com o lançamento de uma série de publicações sobre viagens, intitulada “Voyager avec...”.

1996

● Lançamento em comemoração ao centenário da estampa original criada por Louis de uma linha de carteiras que combinavam os famosos monogramas com detalhes em animal print.

1997

● Lançamento de uma linha de canetas, desenvolvida por Anouska Hempel.

1998

● Lançamento da sua primeira coleção de roupas, assinada pelo estilista Marc Jacobs, ingressando de vez no mundo fashion.

● Lançamento da linha de sapatos e da linha de bolsas e carteiras envernizadas.

1999

● Lançamento do Louis Vuitton City Guide, um guia turístico de cidades do mundo.

● Lançamento da coleção de bolsas Mini Monogram, uma linha muito prática, com detalhes em couro e de materiais livianos, respondendo à demanda de todas suas consumidoras.

2000

● Inauguração de sua primeira loja no continente africano, localizada em Marrakesh no Marrocos.

2001

● Lançamento da linha de jóias, tendo como primeira peça o luxuoso bracelete Charm.

● Lançamento de uma linha de bolsas com estampas Graffiti em colaboração com Stephen Sprouse, que causou frisson com modelos exclusivos vendidos apenas para clientes importantes da marca.

2002

● Lançamento da linha de relógios com o modelo Tambour.

2003

● Takashi Murakami colaborou com a marca criando os monogramas coloridos em 33 versões com fundos branco e preto, dando seqüência à união entre arte e moda. Também acrescentou flores ao tradicional monograma, mas apenas em algumas peças, cultivando o ar de exclusividade, fundamental para o sucesso no mercado onde atua a LV.

2005

● Lançamento da nova coleção de relógios batizada Speedy.

2006

● Lançamento da linha Onatah que trazia Gisele Bündchen como garota-propaganda. Foi a primeira vez na história da grife que bolsas em camurça, onde as flores do tradicional monograma aparecem como desenhos muito delicados, foram perfurados na própria tela da bolsa.

2007

● Lançamento em edição limitadíssima da Louis Vuitton Tribute Patchwork, uma bolsa feita de 15 partes das melhores bolsas da marca, que chegou a custar US$ 45.000.

2008

● Lançamento da linha Damier Graphite, com os tradicionais monogramas nas cores cinza e preta.

2009

● Lançamento da linha de sandálias Spicy, que se transformou em um verdadeiro sucesso, especialmente por ser vista nos pés de celebridades como Heidi Klum, Victoria Beckham e Madonna. Todos os seis modelos da coleção possuem mais de 11 centímetros de salto e estilos diferentes e únicos. São pedras, cordas e penas que marcam o calçado. Uma verdadeira obra de arte.

● Lançamento da coleção de jóias L’Ame du Voyage, criada por Lorenz Bäumer, responsável pelos diamantes lapidados no formato da flor do monograma da LOUIS VUITTON.

2010

● Lançamento da linha Monogram Idylle, que apresenta bolsas de mão ou a tiracolo, e uma linha completa de viagem.

● Criação, a pedido da FIFA, de uma mala para guardar o troféu do Mundial de Futebol da África do Sul. A mala com detalhes de ouro 18 quilates e malaquita semipreciosa, coberta pelo icônico monograma da marca francesa e acompanhada por um par de luvas, foi feita à mão nas históricas oficinas da LV em Asnières.


FICHA TÉCNICA
Quem: LOUIS VUITTON

Fundador: Louis Vuitton

Quando: 1854

Onde: Paris, França

Designer: Marc Jacobs

História: Se Louis Vuitton estivesse vivo hoje, teria mais de 150 anos de vida! O fabricante de malas francês abriu sua primeira loja em 1854, onde vendia baús e malotes em couro. Trabalhou para a nobreza francesa, que ajudou a estabelecer seu nome no ramo, mas o monograma que identifica a marca foi criado apenas em 1896, assim como a estampa quadriculada da marca. A partir dos anos 1930 produziram bolsas femininas e abriram mais lojas pelo mundo. Nos anos 1970 a Louis Vuitton já tinha unidades até no Japão e faturava milhões por ano. A próxima década trouxe mais lojas na Ásia e um investimento audacioso; a fusão com as empresas de bebidas Möet et Chandon e a Hennessy, que deu origem ao maior conglomerado de marcas de luxos que o mundo já viu. Nos anos 1990, a marca já tinha mais de 130 lojas e resolveu investir em novos ares: livros de viagem e canetas. Em 1998, Marc Jacobs foi contratado como diretor artístico e desenvolveu uma linha de roupas femininas e uma masculina para a Louis Vuitton. Marc também criou uma linha de jóias e relógios. Nos últimos anos, ele tem investido na parceria com outros estilistas para criar versões inusitadas e coloridas do monograma criado há mais de 100 anos pelo filho de Louis Vuitton. Jacobs conseguiu renovar a cara das bolsas, mantendo os modelos mais tradicionais e a fidelidade das fãs da marca. Ao mesmo tempo, cuida de suas duas marcas próprias: Marc Jacobs e Marc by Marc Jacobs, que participam da semana de moda de Nova York. Apesar da linha de produtos variada da Louis Vuitton, as bolsas ainda são o prato principal da marca e são muito procuradas e falsificadas pelo mundo.

Postagens mais visitadas deste blog

MARCAS e ESTILISTAS: Paco Rabanne, o inventor da armadura dos anos 60.