DESIGN: a origem das bolsas.



 Bolsa é uma espécie de sacola ou carteira, com ou sem alça, que se carrega nas mãos ou sobre o ombro. É usada para guardar objetos pessoais, documentos, dinheiro, etc. O´HARA (1992, p.48-49), define bolsa como: “Saco levado na mão, de qualquer formato, tamanho ou material, seguindo as tendências da moda. Tem os lados achatados ou arredondados (sendo fechada em cima com zíper ou fecho de pressão), reforços internos e bolsos do lado de fora e de dentro”.

Breve História das Bolsas

 Não obstante a evolução da moda no decorrer dos séculos, um item conseguiu manter sua primazia, independente de estilos, evoluções sociais e, mesmo, diferenças culturais. Em O´HARA (1992, p.49), um breve histórico sobre bolsas: “Do latim bursa, as primeiras bolsas foram as reticules dos séculos XVIII e XIX. Em meados da década de 1850, as viagens criaram a demanda de bolsas que pudessem ser carregadas na mão e fossem espaçosas e resistentes o bastante para levar artigos pessoais. Mais para o final do século, carteiras pequenas e finas entraram na moda, seguidas por bolsas enormes, que foram motivo de muita zombaria. As despojadas roupas do início do século XX deixaram pouco ou nenhum espaço para carregar objetos grandes, e desde aquela época as bolsas tornaram-se importante acessório de moda. Toda década presencia novas formas e estilos, e o desenho de bolsas, como o de outros acessórios, é influenciado por movimentos artísticos, como o Cubismo e o Surrealismo. Bolsas a tiracolo entraram em moda após a Segunda Guerra Mundial. A partir da década de 60, sacolas de fotógrafo, de companhias aéreas e de compras passaram a ser usadas como bolsas. As décadas de 70 e 80 assistiram à moda de pastas, Duffle Bags e imitações da clássica maleta de médico”.

 Usada tanto por homens quanto mulheres, assumiu diferentes nomes durante todo seu período evolutivo: bolsa, saco, sacola, pochete, bolso, carteira e ritícula, entre outros.

Comentários