CURIOSIDADE: Os pés de Lótus.



 Enquanto a altura de um sapato é símbolo de erotismo no Ocidente, na China, o que é mais valorizado é o tamanho. Os chineses admiravam os pés muito antes do enfaixamento dos pés no século XIX. No século X, as bailarinas exóticas da corte imperial usavam meias apertadas para que seus pés parecessem menores. Este costume se espalhou entre as classes altas até o mais doloroso método de enfaixamento e acabou se tornando um rito de passagem, um traço cultural. O enfaixamento inicial acontecia entre os 3 aos 8 anos de idade. Quatro dos dedos eram curvados para trás e bem apertados com uma faixa enrolada nos pés (o dedo grande não era dobrado para que o pé tivesse formato de meia-lua). O pé era sempre apertado e calçava-se um sapato de numero menor.

 O processo esperava alcançar ao raro “Lótus Dourado”, um pé que medisse 7,5 cm. Os pés de Lótus eram considerados eróticos e a mulher usava delicados sapatos ou botas para cobri-las. Geralmente eram bordadas com símbolos, como o de fertilidade e harmonia. Em 1912, o pé de Lótus decaiu, quando a China se tornou república, e desapareceu na maioria das províncias até ser proibido em 1949.

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife

Estilo Brasileiro, Rose Benedetti foi a precursora da bijuteria no Brasil