CURIOSIDADE: uma nova profissão, o stylist.

  Atualmente é fundamental a figura do stylist. A palavra apareceu no final dos anos 90 e tem sua relevância cada vez mais destacada. Muita gente no Brasil pode achar que o stylist é o estilista, devido à semelhança das palavras. Mas o stylist é um super-produtor de moda. É aquele que vai definir a imagem final do trabalho. No caso de um desfile, trabalha com o estilista e com os diretores de criação — e muitas vezes de arte também — para resolver como será o look. Conversa com o chefe dos maquiadores, fala com o cabeleireiro e faz a ponte entre todos os envolvidos. O stylist (ou a stylist) deve conhecer história da arte e história da moda e acompanhar o mundo da música e do cinema. Deve ter grande referência visual, que lhe possibilite criar um look original e único, se possível nunca visto, ou então inspirado - de modo criativo - no passado. É permitido trazer à tona lembranças familiares, do imaginário coletivo ou mesmo do imaginário dos fashionistas, mas tudo isso deve ser feito de maneira nova, fresca.
 No caso de uma foto, o stylist vai conversar também com o fotógrafo e com o diretor de arte. Se um trabalho não dispõe de budget (orçamento) para ter stylist, o produtor de moda exerce aquela função. Mas, se os dois estão presentes, é o stylist qum assina o trabalho. É bom lembrar também que o stylist faz o styling, e é preciso usar esses termos corretamente.
 Entre os stylists mais importantes do mundo hoje, estão Lucinda Chambers, Nancy Rhodes, Joe McKenna, Camille Bidault-Waddington, Alex White, Carine Roitfeld, Cathy Kasterine e Victoria Bartlett. No Brasil, entre os principais, temos Dudu Bertholini, César Fassina e David Pollak.

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Vera Arruda desenvolvia um trabalho tipicamente brasileiro

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife