CURIOSIDADE: o que acontece com as roupas depois de um desfile ?

  É no desfile que imprensa e compradores deparam com as propostas dos estilistas. Mas o que acontece com as roupas depois disso ? Os compradores vão visitar os showrooms e fazer seus pedidos, cada qual lidando com sua realidade.
 Nas confecções, por sua vez, os empresários vão dar continuidade a essa produção, baseados nos pedidos feitos e em suas entregas para as lojas (as suas próprias, as franquias ou as multimarcas), e cuidar também do fluxo e da exportação.
 Da parte da imprensa, é no desfile que surge o calafrio. É mesmo verdade que uma grande imagem de moda ou uma roupa maravilhosa dão frio na barriga dos fashionistas. Com o desejo a toda, os editores pautam suas revistas e jornais. Vã conceber as reportagens e editoriais relacionados aos novos valores de cada temporada. Assim, se o mood é romântico, vão escolher qual é a modelo do momento que convém ao tema, uma locação idem, o fotógrafo que técnica e esteticamente se enquadra mais nesse estilo. E, finalmente, vão pautar stylists e produtores de moda para buscar as roupas nos showrooms e assessorias. Tudo baseado no que viram - eis o porquê do povo da primeira fila dos desfiles fazer tantas anotações.
 Para as marcas, é muito importante aparecer nesses editoriais; quanto mais prestigiosa for a publicação, mais influente e importante será esse look, o que poderá resultar também em venda. É muito comum clientes chegarem às lojas procurando por peças específicas vistas nesta ou naquela revista. Nas publicações mais conceituais ou alternativas, a presença das marcas serve como referência e mede também o quociente de hype de cada estilista.

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Vera Arruda desenvolvia um trabalho tipicamente brasileiro

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife