ENTRETENIMENTO: Exposição “Alvorada e Confronto”, provoca reflexão sobre atual crise política a partir de uma Brasília em reconstrução

Por meio de telas que retratam a cidade de Brasília em reconstrução, o artista Evandro Prado, provoca uma reflexão sobre a atual crise política. A exposição "Alvorada e Confronto", chega ao Sesc Cultura no dia 20 de julho, quando haverá a abertura, ás 19h30, seguindo o período de visitação de 23 de julho a 31 de outubro, de terça-feira a sábado, das 13h às 21h30.

No dia 23, às 19h30, Evandro Prado conduz a palestra "Alvorada e Confronto – Processo criativo e arte política". Os ingressos para a palestra, que será na Sala de Música, serão distribuídos uma hora antes da ação, limitados à capacidade do espaço, para 80 pessoas.

Neste encontro com o público, Evandro vai falar sobre o processo criativo dos trabalhos do artista e também discutir sobre arte política em tempos de crises além de referências de outros artistas contemporâneos.

Tapumes – Avanços e retrocessos, sonho e realidade, nesta exposição Prado nos apresenta uma Brasília em reconstrução, com tapumes e obras inacabadas, lançando questionamentos acerca da recente história democrática do Brasil. A mostra é composta por 18 pinturas à óleo de grande e pequeno formato.

"O que se vê nas pinturas de Evandro Prado é uma construção que nunca cessa, projeto de desmanche. A desmonumentalização do cartão postal de Brasília (DF), a sede do poder federal, a Praça dos Três Poderes, a Esplanada dos Ministérios, em desarranjo", resume a curadora da mostra, Maria Adelaide Pontes.

Sobre o artista plástico – Evandro Prado, artista campo-grandense, residindo em São Paulo desde 2008 é formado em Artes Visuais pela UFMS em 2006. Fez exposições individuais em Campo Grande, Rio de Janeiro e São Paulo, como o Programa de Exposições do CCSP 2019. Participou de importantes exposições coletivas e salões de arte como o Rumos Itaú Cultural 2006, além de exposições coletivas na Dinamarca (The ugly and the bad from São Paulo to Svendborg), São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Florianópolis, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, João Pessoa, e tantas outras, sendo premiado em salões de arte em Cuiabá, Anápolis, Praia Grande, Atibaia e Piracicaba.

O artista trabalha a partir de questões políticas, religiosas e mercadológicas que se cruzam na tessitura de um discurso plástico, reunindo elementos extraídos da tradição e outros do contexto cotidiano. A manipulação de imagens ocorre com a apropriação de ícones do catolicismo, de personagens históricos ou monumentos. Essa relação com o imaginário, propõe de maneira irônica uma desconstrução e ressignificação das imagens apresentadas na sociedade, que são símbolos de respeito ou devoção. Prado utiliza de diversas técnicas em sua produção, e sua poética questionadora estabelece uma crítica no âmbito da sociedade contemporânea.



Serviço – O Sesc Cultura está localizado na Avenida Afonso Pena, nº 2270. Informações pelo telefone 3311-4300. Acompanhe a programação no site sesc.ms

 

 

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife

Estilo Brasileiro, Rose Benedetti foi a precursora da bijuteria no Brasil