DESIGN: uma breve história da moda.



Século XX - Anos 30

 A maneira de vestir das mulheres foi influenciada pelas atrizes de Hollywood.
Com a crise financeira, com a quebra da bolsa de Nova Iorque, em 1929, as diferenças sociais começam a atenuar as criações das grandes casas de costura parisienses. Com a chegada da roupa pronta e dos tecidos sintéticos, as roupas diminuem de preço. Diferentemente dos anos 20, que havia destruído as formas femininas, os anos 30 redescobriram as formas do corpo da mulher através de uma elegância refinada, sem grandes ousadias: a cintura volta para o lugar e as saias alongam, tocando o tornozelo. As mulheres deixam crescer o cabelo, começam a usar mangas largas e deixam os lançamentos delinearem o corpo, com saias apertadas nos quadris.

 A moda dos anos 30 descobriu o desporto, a vida ao ar livre e os banhos de sol, o ciclismo tornou-se popular e os jovens aderiram aos shorts. Os trajes de banho tornam-se populares.

  A francesa Elsa Schiaparrelli lança nessa época a cor “rosa shocking”. Nos anos 30 existiam muitas criadoras de moda que em nada ficavam a dever aos seus colegas do sexo masculino, uma tendência que já se observara nos anos 20. Sabiam reconhecer os sinais do tempo e tinham jeito para o negócio, criando estilos que estavam em plena consonância com esses sinais.

 Em 1935, um dos principais criadores de sapatos, o italiano Salvatore Ferragamo, lançou sua marca, que se viria a transformar num dos impérios de luxo italiano. Com a crise na Europa, Ferragamo começou a usar materiais mais baratos, como o cânhamo, a palha e os primeiros materiais sintéticos.   Sua principal invenção foi a palmilha compensada. Por volta de finais dos anos 30, a linha dominante, de características marcadamente ornamentais, tinha-se já simplificado significativamente. Desenvolveu-se uma linha mais angular, que iria marcar os anos da guerra. A Alta-costura tinha estagnado. Muitos estilistas fecharam suas “maisons” ou se mudaram de França para outros países. A guerra viria transformar a forma de vestir e o comportamento de uma época.

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Vera Arruda desenvolvia um trabalho tipicamente brasileiro

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife