PESQUISA DE TENDÊNCIAS: a relação do marketing no sistema da moda.



 O marketing, no website da AMA – Associação Americana de Marketing, é a atividade, conjunto de instituições, e processos de criação, comunicação, troca de ofertas que possuem valor para os consumidores, clientes, parceiros e a sociedade como um todo. Originou-se da “necessidade de se compreender, via pesquisas, que tipo de imagem melhor seduziria o consumidor”. Na década de 1930, os produtos eram veiculados, apresentando o próprio produto. A partir das décadas de 1950 e 1960, o produto passa a ser atrelado a um conceito, o qual bastava ser exibido para vender. Não era mais necessário o produto em si.  Houve, então, o distanciamento da imagem do produto. No final da década de 1960 e início de 1970, as empresas tomam consciência da importância de variáveis sociais e socioculturais, e passam a planejar melhor e fazer estudo de tendências, pois um planejamento irregular pode levar o mercado a uma crise. 


 Compreende-se, desta maneira, a inter-relação que existe entre o marketing e o sistema de moda. Nos anos 70, percebe-se ainda um mercado de massa forte, que, nos anos 1990, transforma-se em um mercado segmentado que permite o crescimento e trabalho do coolhunting. É, nessa década, que a hegemonia dos birôs e a ditadura da moda são derrubadas pelo crescimento do individualismo e através da explosão da moda jovem, já que, nos anos anteriores, perde força com o surgimento de diversas tribos urbanas. Apesar de, nas últimas décadas, o individualismo ter tomado lugar na sociedade, a moda ainda possui função importante na formação de identidades. É, através da moda e do consumo, que os indivíduos irão se comunicar e representar seu papel na sociedade, seja através da imitação, da distinção, da sedução, da inovação, entre outros.

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife

Estilo Brasileiro, Rose Benedetti foi a precursora da bijuteria no Brasil