SISTEMA DA MODA: o projeto de uma coleção.


  O estudo da metodologia de desenvolvimento de projeto em design de moda aponta a evolução de um processo com seu início na indústria têxtil, seguindo pela indústria do vestuário para ao final chegar ao consumidor que em muitos casos é o próprio usuário, de uma peça de roupa. A cadeia envolvendo os processos de desenvolvimento de produtos em tecelagem e confecção, por sua vez, parte de pesquisas realizadas por escritórios especializados em sugerir possibilidades de adoção de futuras tendências, com indicação de cartela de cores e matérias-primas.
 A proposta é pensar cada uma das etapas de um projeto de design de moda para a indústria do vestuário, começando pela seleção de matérias-primas, não só têxteis como também os aviamentos, pois esse procedimento ajuda a orientar a pesquisa do designer de moda. Cada coleção traz características próprias orientadas por diretrizes previamente estabelecidas, também chamadas de tendências de moda. A tendência é “permeada pela mudança, recupera uma idéia da moda, marcando um determinado tempo num espaço cada vez mais difuso, já que busca estender seus tentáculos até ser substituída por novo modismo, estabelecendo um ciclo de vida de moda”.
 Variar as tendências de estação para estação é o que move a moda e impulsiona a renovação de modelos lançados. Tal fato, porém, não deve modificar as propostas eleitas pelo designer de moda cujo objetivo é orientar o desenvolvimento de produtos e seus estilos. Podemos definir esta dinâmica como uma “identidade-autopreservativa”, entendida como “um fio condutor que permeia a produção de um criador, fazendo crer que a coleção de hoje se correlaciona com a de ontem, mas também com a de amanhã”.

Comentários