TURISMO: Campos do Jordão oferece programação especial durante o Dia das Mães


Desde o nascimento até a fase adulta, os filhos são prioridades. Então, que tal retribuir sua mãe todo amor e carinho e oferecer uma viagem para uma das cidades mais bonitas do Brasil?


A 1.700 metros de altitude, Campos do Jordão oferece belas paisagens que com sua exuberância deu à estância fama internacional. E não faltam opções para celebrar o Dia das Mães.


Entre árvores nativas da Mata Atlântica, esculturas surgem no trajeto do Museu Felícia Leirner. No total são 85 imagens espalhadas pelo jardim do Auditório Cláudio Santoro. Figuras geométricas também compõem o acervo, todas ao ar livre e expostas em harmonia com a vegetação. O caminho também apresenta a fase lúdica da artista Felícia Leirner, que, em 1966, passou a esculpir bichos, pássaros e anjos em cimento branco. O passeio termina na Árvore das Poesias, onde ficam pendurados como frutos poemas escritos por Felícia e outros poetas. Se desejarem, vale subir até o alto do mirante e apreciar a belíssima vista da Pedra do Baú. As visitas acontecem de terça a domingo, das 9h às 18h.


Cartão de Visita


O gramado bem cuidado é o cartão de visitas do jardim europeu do hotel Toriba. São 60 mil metros quadrados com mais de 300 espécies de plantas e flores. A emoção é quem guia o visitante a conhecer as surpresas que surgem a cada passo, como a sinfonia dos pássaros anfitriões que cantam do alto das Araucárias. E não precisa ser hóspede para apreciar a bela paisagem.


A partir das 16h é o melhor horário para conhecer esse patrimônio da Serra da Mantiqueira. Desta forma, vocês terão tempo suficiente para apreciar a paisagem, e ainda assistir ao belíssimo pôr do sol visto do Terraço Panorama. No outono, os raios solares ganham novas tonalidades e entram no ambiente ressaltando os afrescos de Fúlvio Penacchi pintados nas paredes.


A experiência fica ainda mais especial se acompanhada com o cardápio do tradicional Chá da Tarde servido pelo hotel. São sanduíches de queijo branco, presunto royale e coalhada seca com pão integral ou tradicional. De sobremesa, bolos e tarteletes merecem destaque. Uma explosão de sabores no encerramento do passeio que pode ser feito diariamente, inclusive aos domingos e feriados.


Um bistrô com cardápio exclusivo


Imagine uma loja de roupas integrada a um bistrô. Assim é o Sans Souci, do francês "sem preocupações". Construído em arquitetura europeia, o lugar parece um castelo, rodeado por um gramado verde do jardim e árvores literalmente agasalhadas com cachecóis de lã. Do lado de dentro, as cadeiras têm os pés vestidos com polainas e os arranjos das mesas são autênticas peças de artesanato.


Há cinco anos o espaço era apenas um café e confeitaria, mas hoje reúne um restaurante que adotou o conceito slow food. A cozinha é autoral, com receitas que valorizam produtos frescos e cultivados na região. O queijo de cabra, por exemplo, vem de Santo Antônio do Pinhal, onde é feito artesanalmente.


Como cardápio do dia das mães, a truta grelhada com molho de laranja e purê de batata é a escolha perfeita para ocasião. O bistrô também abre de terça a sábado e nos domingos.


Uma viagem no tempo


Construído em estilo neogótico, o Palácio Boa Vista é uma verdadeira obra de arte, não apenas na arquitetura, mas também pelo seu acervo. Caminhar em seus corredores é como retornar ao século XIX. A viagem no tempo passa por cerca de duas mil peças entre móveis, louças, prataria, tapeçaria, pinturas, esculturas, entre outros objetos.


O período colonial está representado com obras de Anita Malfatti. O quadro "A Ventania", pintado em 1915, é uma das relíquias que decoram as paredes no andar térreo.


No primeiro andar, depois de passar por um saguão com piso de marchetaria, uma ânfora chinesa decora a antessala que dá acesso aos aposentos. No quarto dos hóspedes, a cama gigante com 2,40 metros chama a atenção. O móvel foi feito sob medida para receber a visita do então presidente da França, Charles de Gaulle, que esteve no Brasil em 1960. Todo o passeio é acompanhado por monitores que contam a história do lugar.


O Palácio Boa Vista foi construído em 1964 para ser a residência oficial de inverno do Governador de São Paulo, mas em 2019 deixou de exercer essa função para se transformar definitivamente em um centro cultural. Com essa mudança, o espaço torna-se exclusivo para eventos como oficinas temáticas e exposições temporárias. As visitas podem ser feitas de quarta a domingo e não é preciso agendar.


Para mais informações, acesse @amecampos.












Sua marca ou seu negócio no site e nas redes sociais !

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife

Estilo Brasileiro, Rose Benedetti foi a precursora da bijuteria no Brasil