'Til D Do Us Apart: Outono-inverno 2024 da Diesel celebra o casamento nada tradicional de Christine Quinn

Imagem
Foto: Divulgação A Diesel convida você para sua campanha outono-inverno 2024, "Til D do us part". Imaginada como uma reviravolta irônica em um casamento tradicional – com foco principal no jeans, celebrado em todas as suas formas criativas, expressivas e sexy – a campanha é a mais recente na colaboração visual contínua entre o diretor criativo Glenn Martens e o diretor de arte Christopher Simmonds . No papel de fotógrafo de casamento, está Nick Waplington , narrando com ironia e êxtase todos os eventos do dia especial – a preparação do casamento, a cerimônia e a festa pós-casamento.   A noiva não está envergonhada. Ela é interpretada pela autora, modelo, atriz e vilã ex-estrela do reality show de sucesso global da Netflix, "Selling Sunset", Christine Quinn . Para seu casamento em Diesel , a magnata do setor imobiliário usa um vestido jeans azul desbotado com rosetas no decote e nos ombros. A noiva impôs um código de vestimenta rígido: cada convidado

MODA: Artista Vivian Caccuri une-se com a Handred em um processo criativo que referencia suas obras


Em dois ateliês e a quatro mãos, Vivian e André traduziram os atravessamentos entre moda e arte através da criação a partir de técnicas manuais, elemento forte na identidade inventiva dos dois

Foto: Pedro Loret

As colaborações entre moda e arte não são inéditas, e algumas delas marcaram revoluções icônicas, tanto estéticas quanto comportamentais, na sociedade. Parte importante disso se deve a como espaços e processos de criação de ambas se interpolam – ateliês com mesas amplas e vários protótipos em andamento, como pede um ambiente que busca a autoralidade pela experimentação de materiais, proporções e efeitos. A Handred, marca de moda que tem seu ateliê como centro de sua identidade, escolheu direcionar seu olhar sobre como moda e arte se fundem na nova coleção Entre-Ondas, uma colaboração criativa entre André Namitala, diretor criativo da marca, e a artista contemporânea Vivian Caccuri.

 

Paulista radicada no Rio de Janeiro, Vivian é uma artista multimídia que trabalha as reverberações do som a partir de um contexto social e político. Parte de tecnologias analógicas e digitais para criar instalações, desenhos, objetos, vídeos, performances e trilhas sonoras imersivas, que traduzem as sensações do "outro", daquele que vê de fora. Ela se formou em Artes Plásticas pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), com mestrado em Estudos do Som Musical pela Universidade de Princeton (EUA) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Já integrou mostras nas Bienais de São Paulo, Veneza e Mercosul, e em instituições como o New Museum e o High Line Art, em Nova York, e a Serpetine Gallery, em Londres. A obra de Vivian também está presente em coleções públicas como as do Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR), da Pinacoteca de São Paulo e do Museu de Arte de São Paulo (MASP).
 

A investigação de destaque na prática artística de Vivian é o contraste da relação da música com diferentes contextos, do litúrgico religioso ao festivo mundano. A artista mostra que, passeando por diferentes intenções, em todas elas a música leva à catarse e materializa essa visão em objetos de parede de larga escala, como a obra Arrebatamento II (2022), que retrata figuras humanas imersas em ondas sonoras, numa epifania, remetendo a uma circunstância do Fim dos Tempos. A instalação é feita de trama sintética, pintura e bordados.

 

Ao conhecer o ateliê de Vivian, André se encantou com o fazer artístico baseado na manualidade, muito caro também à sua prática criativa. Exemplos disso são as sobreposições de tecidos e telas, e as intervenções bordadas em formatos diversos que marcam a obra da artista – mas o que chamou mesmo a atenção do diretor criativo da Handred foi como o trabalho dela era resultado do habitar o próprio ateliê. "A Handred tem feito esses encontros, parcerias com ateliês. Tenho me relacionado com artistas que produzem no próprio ateliê, e tem sido um ponto chave. Existe uma intimidade forte quando habitamos nosso ateliê, que chega a ser maior que a própria obra. É ver a ferramenta, ver o processo, o protótipo e também a obra finalizada", afirma André. Isto, somado à sua atenção constante ao cenário da arte contemporânea do Brasil, que faz com que referências à arte brasileira sejam parte integrante do DNA da Handred, a vontade de criar uma coleção colaborativa com Vivian, se concretizou no que foi batizada de Entre-Ondas.
 

Neste processo, a artista também passa a frequentar o ateliê de moda de André, acompanhando a criação das peças e a escolha e manipulação das matérias primas. Vivian já vestia a marca em seu dia a dia, e foi sentindo uma identificação cada vez maior com a proposta de modelagem, texturas e sensações pela qual a Handred é conhecida. "É interessante pensar em como funciona o ateliê aqui na Handred. A rapidez me espanta. No meu, o foco é um objeto. Penso na marca como uma tecnologia do calor, uma roupa que só poderia nascer por um estilista tropical", diz ela.

 

Para o lançamento dessa parceria, um fashion film apresentará Entre-Ondas, exibido no site e no Instagram oficial da marca a partir do dia 18 de maio. Gravado na fábrica da Bhering, no bairro do Santo Cristo, no Rio de Janeiro, o amplo espaço é onde Vivian trabalha em seu atelier. O filme é estruturado com elementos sensoriais e lúdicos, em que os personagens interagem com materiais usados nas obras da artista.

 

Seu trabalho é explorado nas cenas em relação ao cenário, à iluminação e à narrativa. A primeira parte do filme mostra Vivian interagindo com o som e com o fogo, que fazem parte das suas pesquisas constantes. O gesto abre espaço no silêncio, para depois as roupas serem exibidas. A partir daí, a trilha sonora feita por ela e por seu Estúdio 0ss0 se desenvolve com referências clássicas da harpa e de sintetizadores.
 

O curta-metragem parece se passar em outro tempo e espaço, como se estivesse dentro de uma das obras da artista, contemplando algumas das peças da linha. O poncho que reúne detalhes da pedra ardósia, de sinos e da lã é uma referência direta à série Lavas da artista, e tem entrada triunfal com o som que provoca o caminhar. No final, a pista de dança acontece na própria estampa "After" vestida pelo modelo.

 

Entre-Ondas é uma mescla dos elementos dos repertórios de Vivian e André e ganha vida através da colaboração de seus ateliês. A produção artesanal tem alto nível de apuro, com tratamento atencioso das estampas e bordados, que encontram novas configurações espaciais, e da alfaiataria em tecidos delicados como seda, organza, linho e algodão. Essas peças mais alinhadas encontram o ruído do streetwear tanto nas silhuetas quanto no uso de elementos brutos como pedras de ardósia, pirita e turmalina negra, aplicados como ornamentos. A coleção é uma criação coletiva que celebra a paixão pelo manual, pela riqueza de detalhes e pela paixão por criar através do rompimento das fronteiras entre arte e vestimenta.

 

Por @oblogueirooficial



SIGA NAS REDES SOCIAIS



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE

VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Na onda do tenniscore: cerveja oficial de Wimbledon, Stella Artois lança jaqueta exclusiva com a DOD Alfaiataria

Zanir Furtado apresenta preview da coleção Pantanal em almoço exclusivo

Geová Rodrigues lança coleção cápsula em pop-up em São Paulo

LG abre pré-venda do Styler, seu closet inteligente

Maria Klaumann é capa da revista americana V Magazine

Inverno pede meia e muitas botas! Como compor um look seguindo as tendências da estação

Coleção 2Essential Pre-Summer

Algumas dicas para aderir à tendência #TennisCore adotada por Thássia Naves e Zendaya

Lupo é reconhecida como uma das Melhores Franquias do Brasil