DESTAQUE

GASTRONOMIA: Projeto "Mantiqueira com as chefs" comemora 20 anos do Donna Pinha

Imagem
A cada mês, uma renomada chef irá criar um prato com produtos da serra, com valor revertido em prol de entidades sociais; evento será aberto pela chef Mônica Rangel de Visconde de Mauá.     As chefs Anouk Migotto e Mônica Rangel no Restaurante Donna Pinha na Mantiqueira  O Restaurante Donna Pinha, em Santo Antônio do Pinhal/SP, comemora 20 anos com um super projeto: o "Mantiqueira com as chefs". A partir de 1º de fevereiro até o final do ano, uma chef renomada será convidada para criar um prato "do bem" com produtos da serra. Cada receita ficará no cardápio durante um mês e o valor arrecadado será revertido a entidades beneficentes da região. Quem abre a ação é a chef Mônica Rangel, do tradicional restaurante Gosto com Gosto de Visconde de Mauá/RJ. Acompanhada pela chef Anouk Migotto, proprietária do Donna Pinha, a chef convidada passou o dia na Mantiqueira em visita a produtores locais. O resultado não poderia ser melhor: a "Truta à moda Mônica Rang

MODA: Fundadora da marca de lifestyle sustentável Linus é eleita 'Under 30' 2021 pela Forbes

Com apenas 23 anos, Isabela Chusid criou uma marca sustentável que cresceu 700% na pandemia e, em apenas 3 anos, já esteve presente na New York Fashion Week

Foto Leo Martins


Fundadora da marca de lifestyle sustentável Linus, desenvolvedora da primeira sandália vegana nacional, Isabela Chusid está entre os 6 jovens mais promissores do país abaixo dos 30 anos, na categoria de Moda da lista Under 30, divulgada pela revista Forbes na última sexta-feira (31).

 

Todos os anos, a equipe de jornalistas da Forbes, com colaboração de especialistas, elegem os principais talentos em 15 categorias. Além de Isabela, outros 5 jovens foram eleitos em Moda: Maju de Araújo, primeira modelo brasileira com síndrome de Down a desfilar em uma Semana de Moda nacional; Hisan Silva Santos, fundador da Dendezeiro; Felipe Matayoshi, fundador da Pace; Vitor Alves, fundador da Overcome; e Cecília Gromann, fundadora da Anacê.

 

"Me sinto muito feliz com esse reconhecimento. É uma honra ser um dos destaques da geração que está transformando não só o mercado da moda, como também todo o mercado de bens de consumo. Estar na Under 30 enfatiza a nossa responsabilidade e relevância na busca por um futuro mais sustentável, além de me deixar ainda mais entusiasmada em mudar esse mercado", comemora Isabela Chusid, fundadora da Linus.

 

Isabela criou a Linus em 2018, com 23 anos, após ser diagnosticada com frouxidão ligamentar - condição que exige o uso de calçados com curvas de apoio para os pés. Na pandemia, quando a busca online por sustentabilidade e conforto aumentou, a marca cresceu 700%. Ainda em 2021, a Linus esteve presente nas passarelas da New York Fashion Week, uma das principais semanas de moda do mundo, no desfile da coleção do nova-iorquino Carlton Jones.

 

No último mês de dezembro, além de anunciar a inauguração de uma loja temporária no SHOPS Jardins, ao lado de marcas como Gucci e Balmain, a marca também lançou uma edição limitada da Camisa Linho, feita de linho com algodão cru, composta de fibra 100% natural.

 

Com a sustentabilidade diretamente atrelada ao negócio, para além dos produtos, a Linus compensa sua emissão de carbono e 200% de todo o plástico que produz, o objetivo é se tornar carbono negativa até 2026. A marca também possui os selos Eu Reciclo, Carbon Free, além de ser certificada pela organização internacional de direitos dos animais PETA.

 

Desde a infância, Isabela Chusid se interessava por sustentabilidade. Aos quatro anos, quando aprendeu sobre reciclagem de materiais, Isabela questionou a mãe sobre a reciclagem dos resíduos domésticos. Na adolescência, questionava as vendedoras de lojas sobre como eram feitos os casacos de pele, enquanto acompanhava o impacto da indústria da moda no ecossistema e nas relações de trabalho.

 

O tempo passou, Isabela se formou em administração de empresas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), e trabalhou em algumas indústrias grandes e pequenas de bens de consumo, até perceber que ainda sentia falta de atuar em algo que tivesse um propósito maior, atrelado ao interesse que ela tinha desde a infância. Vinda de uma família de empreendedores, aos 23 anos ela nunca havia pensado em empreender, até encontrar um problema que a incomodasse o suficiente para pensar em como faria para resolvê-lo, esse foi o estímulo que faltava para criar um negócio.

 

Adepta de um estilo confortável e despojado, Isabela sempre usou calçados baixos. Ao sentir um incômodo e procurar especialistas, foi diagnosticada com frouxidão ligamentar, condição que exigiria dela o uso de calçados com curvas de apoio para os pés. Em busca desses calçados, ela percebeu uma oportunidade de negócio: era quase impossível encontrar calçados confortáveis, sustentáveis e bonitos sem ter que abrir mão de um desses três pilares. Em menos de seis meses, em 2018, ela fundou a Linus, marca de lifestyle sustentável baseada nesses três pilares.

 

Projetada por designers, engenheiros de material, ortopedistas e especialistas em palmilhas. A Linus tem todos seus produtos compostos por 70% de fontes renováveis, material 100% reciclável e com todas as curvas de apoio que os pés precisam. Três anos depois, as sandálias já são exportadas para países como Portugal e Estados Unidos, a marca cresceu 700% no último ano e espera quadruplicar o faturamento até o final de 2021.

 

Apesar do crescimento, Isabela conta que foi difícil vender a ideia de negócio para os fornecedores. Mesmo a experiência em multinacionais e o fato de vir de uma família empreendedora não facilitaram sua jornada em busca de fornecedores que acreditassem na ideia e estivessem dispostos a usar materiais sustentáveis. "Eu sentia que o fato de ser mulher, jovem e querendo fazer algo novo, tornava difícil acreditarem no modelo de negócio que eu queria criar", afirma Isabela.

 

Foi uma outra mulher, que conheceu em uma visita a fábricas de calçados no Rio Grande do Sul, um dos principais polos calçadistas do País, que acreditou na ideia de Isabela e se tornou fornecedora. "Até hoje, ela ainda é uma das que tenho melhor relação entre os meus fornecedores", reforça Isabela. O apoio que Isabela sentiu falta no começo também reflete na composição da empresa, atualmente 84% da equipe é composta por mulheres e o empreendedorismo feminino é uma das maiores causas da empresa.


A Linus é uma marca de lifestyle sustentável que existe para transformar o bem-estar em um estilo de vida presente na relação das pessoas com elas mesmas, com os outros e com o planeta. O cuidado começa com a primeira sandália de plástico vegana nacional e reverbera no planeta por meio de um menor impacto no meio ambiente. Projetada por designers, engenheiros de material, especialistas em palmilha e ortopedistas, a Linus é confortável, atemporal e versátil, dispensando o consumo desenfreado e tornando a caminhada de quem a usa mais responsável, sem comprometer o futuro que está por vir.