MODA: Trabalho híbrido é tema de coleção do designer inglês Giles Deacon em parceria com IWG

As peças do estilista combinam a formalidade do escritório com o conforto do home office


Enquanto milhares de trabalhadores em todo o mundo planejam, gradualmente, o retorno ao escritório, o IWG - líder em coworkings e escritórios compartilhados no Brasil e no mundo - realizou uma parceria com o icônico designer britânico Giles Deacon para desenhar uma coleção que reflete a moda cotidiana nesse momento de retomada. Os dados mais recentes do grupo mostram que a ida ao escritório aumentou 58% desde o início do ano.

Depois de quase 18 meses conduzindo negócios virtualmente, os colaboradores em todo o mundo buscam se adaptar à forma híbrida de trabalhar. Portanto, a coleção de roupas foi pensada combinando as opções mais confortáveis, utilizadas em casa, com trajes mais elegantes, normalmente, usados em um escritório. Ela foi baseada em pesquisas de consumo que revelaram o desejo dos funcionários de se sentirem elegantes e confiantes, mas sem abrir mão do conforto. Como resultado, as peças englobam três tipos de visuais - um masculino, um feminino e um não binário.

Com tecidos orgânicos e leves, o estilista deixou de lado os materiais tradicionais, comumente usados em roupas sociais e usadas nos escritórios, a fim de direcionar os trabalhadores a fazerem escolhas mais ponderadas para seus looks ao optar por peças sustentáveis.

A paleta de cores muda do tradicional preto e branco ao agregar tons de cinza, marinho lavado e o marrom, escolhidos para revigorar a força e a confiança de quem escolher essas opções. Os tons cáqui e areia também estão presentes na coleção por conta de suas propriedades calmantes. Já as cores mais vivas, como o azul claro, ajudam quem as escolhe a se sentir feliz, confiante e ter autoridade; e o vermelho reforça a liderança e determinação.


A coleção também atende aos desejos de quem pretende expressar sua individualidade no trabalho por meio das roupas. Segundo levantamento realizado pelo grupo, 55% dos funcionários apresentam melhor desempenho quando têm liberdade para se vestir como quiserem. Os colaboradores da geração Y e Z acreditam que o look é mais um meio de expressão no local de trabalho. Mais da metade (51%) dos jovens, entre 18 e 24 anos, disseram que suas roupas refletem sua personalidade, enquanto a faixa etária de 25 a 34 anos afirma que o modo de se vestir está ligado à criatividade.

Para Giles Deacon, houve uma mudança perceptível na relação das pessoas com as roupas durante a pandemia e, como resultado, o que vestimos no escritório mudou para sempre. "A coleção IWG x Giles foi idealizada tendo esse colaborador do modelo de trabalho híbrido em mente, combinando uma aparência empresarial inteligente com conforto. Cada cor e tecido foram selecionados para fazer com que ele se sinta feliz, calmo, confiante e determinado, onde quer que trabalhe", destaca o designer.

A dúvida do que vestir ao retornar ao escritório já faz parte do cotidiano dos trabalhadores, quando a grande maioria (64%) optará por roupas confortáveis. Como resultado do modelo de trabalho híbrido, 59% das pessoas que responderam à pesquisa disseram que os dias das roupas formais acabaram, enquanto 39% delas acreditam que será mais aceitável usar roupas casuais no escritório.

Para Fatima Koning, diretora de vendas do IWG, Giles Deacon é um ícone da moda. "Estamos muito satisfeitos com a parceria e coleção IWG x Giles, que traz à vida as últimas tendências de moda no trabalho pós-pandemia. As peças foram inspiradas em nossas experiências ao longo do último ano e no desejo de parecermos e de nos sentirmos fabulosos, sem comprometer o conforto", finaliza a executiva.









Se inscreva no meu canal do YouTube e siga 
@MarcosGomesBr no Instagram !


Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos Pais: tênis da Marvel Comics para adultos e crianças

MODA: Mariana Rios solta a voz em evento da Colcci

MODA: Paloma Bernardi na campanha de Verão 2015 da Max Glamm