DESTAQUE

MODA: Profissional dá dicas de 5 modelos de sandálias baixas para ter no guarda-roupa de Verão

Imagem
Nos dias mais quentes do ano, nada como uma sandália para trazer leveza, conforto e charme para o look! Versáteis, elas podem ser usadas desde produções mais formais, até as mais despojadas. Karen Furtado, Consultora de Imagem e Estilo , parceira da PICCADILLY , listou os 5 modelos coringas para ter no armário durante o Verão   Com o sol e o calor do Verão, é preciso garantir frescor nos pés para aguentar os dias com altas temperaturas, não é mesmo? Para isso, as sandálias baixas são ideais para completar o look com leveza e estilo, já que é possível encontrar opções para todos os gostos, como as coloridas, metalizadas, com pedrarias e também as mais básicas. "Não existe calçado que seja mais a cara do Verão do que as sandálias. Elas garantem conforto e produções alegres e descontraídas, exatamente o mood dessa estação", revela Karen Furtado, consultora de imagem e estilo , parceira da PICCADILLY .   Quem está em busca da sandália baixa perfeita para apostar nesta

GASTRONOMIA: Ano novo chinês, 20% dos brasileiros come fast food típico; R$ 2 bi são movimentados por ano

Com imigração chinesa, gastronomia asiática movimenta mais de R$ 2 bilhões por ano


Além de parceiros comerciais, Brasil e China têm um elo muito mais forte: o amor pela comida. Com a forte imigração chinesa para o Brasil há mais de 120 anos, as comidas típicas ganharam os corações e a mesa dos brasileiros. E se qualquer data comemorativa é motivo para uma boa refeição no Brasil, é hora de preparar a receita ou pedido no app para comemorar o ano novo chinês, celebrado nesta sexta-feira, 12.

Yakissoba, frango xadrez, rolinho primavera. As receitas chinesas caíram mesmo no gosto popular do brasileiro. Um levantamento da Linx, líder em tecnologia para o varejo, com dados do Instituto Food Service Brasil (IFB) de 2018 e 2019, revelou que apenas as redes de fast food asiáticas são responsáveis por levar os sabores da China para um quinto (20%) da população brasileira. Na hora de comprar a refeição, por exemplo, mais de 45 milhões de brasileiros desembolsam uma média de R$ 45,00 por pedido todos os anos - um movimento de mais de R$ 2 bilhões por ano.

Somente em São Paulo, apelidada carinhosamente como a capital gastronômica, são mais de 3 mil redes e restaurantes independentes asiáticos, equivalente a 15% do total de estabelecimentos gastronômicos. O levantamento é da Linx, com dados da Asian & Seafood Show e SinHoRes.

Para saber mais, acesse https://www.linx.com.br/imprensa .








Siga
 @MarcosGomesBr e fale comigo !