DESTAQUE

MODA: CRIS BARROS AW21 I Entre Céu e Terra

Imagem
"A coleção AW21 foi dividida em três capítulos e pensada como um exercício de olhar a natureza como escultura e a paisagem como arte; criando uma porta de entrada para a contemplação da luz, do tempo e do espaço. Dialogar entre o natural e o criado pelo indivíduo, ligando o físico ao efêmero em uma experiência sensorial transformadora que cria uma conexão entre o Céu e a Terra." - Cris Barros CAPÍTULO 1 - LANDART A arte da terra ou "Land Art", foi um movimento artístico que nasceu nos anos 60s, a partir da fusão da natureza e da arte onde a paisagem, além do suporte, faz parte da criação artística. O Capítulo 1 intitulado LANDART e dividido em 4 edições , homenageia essa experiência artística onde o observador interage com a obra, e a grandiosidade da natureza como fonte de inspiração; uma obra de arte perfeita. COLEÇÃO Dando continuidade no capítulo 1, CRIS BARROS apresenta agora o Inverno AW21 Entre Céu

MODA: Plus Size - Como identificar o tipo de corpo e montar o guarda-roupa perfeito

Retangular, oval, triangular. Na moda os biotipos de corpo feminino variam, afinal, cada mulher possui sua individualidade, mas a falta desse autoconhecimento pode resultar em escolhas de peças que não caem tão bem, afetando a autoestima e a segurança. E na moda plus size, não é diferente, por isso, Fernanda Graneiro, gerente de imagem e estilo da Caedu, preparou um guia para tornar a identificação do formato do corpo muito mais fácil, proporcionando o conhecimento necessário para a construção do guarda-roupa perfeito

Segundo Fernanda, ter autoconhecimento para se vestir de acordo com o formato do corpo é o segredo para saber quais peças de roupa valorizam e quais não caem tão bem, trazendo autoestima, confiança e conforto. Mas a profissional destaca que o mais importante é se sentir bem com o que está usando. "No universo fashion não há mais espaço para aquele discurso do pode x não pode, o que prevalece na moda hoje e que não deve mais mudar, é vestir o que faz nos sentirmos bem. O que nós profissionais devemos fazer é apenas indicar os caminhos baseado nas características físicas, a partir daí, as pessoas devem ser livres para apostar no que as fazem felizes".

A gerente de imagem e estilo da Caedu lista os cinco principais biotipos para facilitar a identificação e, desta forma, colocar em prática a escolha das roupas que vão proporcionar bem-estar. São eles: oval, triângulo, retângulo, ampulheta e triângulo invertido.

::OVAL

Como identificar?

O corpo oval é geralmente caracterizado pela cintura maior que os ombros e o quadril, bustos fartos e região abdominal mais avantajada. "Uma dica para identificar o corpo oval é medir a cintura, se for maior que os ombros, é um corpo oval", indica a profissional.

Pode apostar!

De acordo com Fernanda, aqui é necessário ter como prioridade deixar a silhueta mais comprida. "Invista em tecidos pesados e com bom caimento, decotes em V ou em U, peças que deem mais verticalidade ao corpo, como macacões, blazers e maxicoletes. Deixar a mostra partes do corpo como pulsos e tornozelos também vão imprimir essa imagem mais alongada. Nos acessórios, aposte nos colares compridos para uma composição fashion".

Alerta! No corpo oval, o equilíbrio é fundamental e pede atenção aos tecidos. "Evite os extremos, ou seja, tecidos justos ou largos demais, escolha sempre o seu número. Isso se aplica para as roupas e acessórios. Colares muito justos no pescoço vão contra a impressão que queremos passar de corpo alongado", ressalta a profissional.

:: TRIANGULAR

Como identificar?

Também conhecido como "formato pera", Fernanda ensina que mulheres com o corpo triangular geralmente têm como características os ombros estreitos, quadris e coxas mais volumosos e os braços costumam ser mais finos. Ou seja, a parte inferior do corpo é maior do que a parte superior.

Pode apostar!

Tirar o foco do quadril para deixar o tronco equilibrado é o que a mulher com esse biotipo pode buscar nas composições, indica Fernanda. "Aproveitando a tendência das mangas bufantes, elas são ótimas opções quando se trata de escolher blusas, além disso, cores claras, estampas grandes, blusas com camadas ou detalhes volumosos também podem ser levadas em conta na hora de escolher peças para a parte superior do corpo. Brincar com os acessórios também é uma opção bacana para o corpo triangular, como colares e lenços, eles vão destacar toda a parte de cima".

Alerta! Aqui, evitar partes de baixo muito justas e com muitos detalhes é o que Fernanda aconselha. "Calças, saias e shorts muito justos e estampas chamativas atraem mais a atenção para os quadris, assim como bolsas e terceiras peças muito longas", diz.

:: RETANGULAR

Como identificar?

Esse tipo de corpo tem ombros, quadril e cintura na mesma proporção, sendo um dos mais fáceis de reconhecer.

Pode apostar!

Já que no corpo retangular as curvas naturalmente não ficam evidentes, as roupas e os acessórios podem cumprir esse papel, imprimindo uma imagem de silhueta mais curvilínea. "Nesse caso, indico terceiras peças mais acinturadas e curtas, terminando antes da linha do quadril. Falando em cintura, marcá-la com o uso de cintos ou faixas cria uma proposta muito interessante, já as blusas podem vir com mais comprimento, volume, babados e decotes em V ou U. Nos acessórios, brincos que atraiam olhares para o rosto são muito bem-vindos", indica a gerente de imagem e estilo da Caedu .

Alerta! Fernanda ressalta que algumas peças podem acabar tirando ainda mais as curvas do corpo. "Partes inferiores de cintura alta ou blusas de gola alta podem causar o efeito contrário na mulher que está querendo valorizar as curvas, assim como blusas muito curtas e calças largas".

:: AMPULHETA

Como identificar?

Aqui está o famoso "corpo violão", em que ombros e quadris tem a mesma largura e a cintura é mais definida e estreita, também simples de ser identificado. "Busto mais volumoso, quadris maiores e coxas mais grossas também se enquadram no corpo ampulheta", ensina Graneiro.

Pode apostar!

De acordo com a profissional, para esse formato é muito interessante apostar em peças que valorizem ainda mais as curvas de maneira sofisticada, como o uso de saias mais altas, cintos e jaquetas acinturadas. "Marcar a cintura é uma super dica para criar um bom visual no corpo ampulheta, mantendo as proporções. Vale apostar em blusas que exibam e valorizem o colo; partes inferiores retas, como calças e saias; acessórios que realcem o busto, como lenços e colares grandes; e vestidos bem acinturados".

Alerta! No corpo ampulheta algumas roupas podem acabar desvalorizando as curvas. "Roupas muito largas, blusas que escondam a cintura, saias ou vestidos de pregas vão deixar o corpo desproporcional, fazendo os quadris ficarem maiores do que os ombros".

:: TRIÂNGULO INVERTIDO

Como identificar?

Esse tipo de corpo plus size tem como característica ombros mais largos e busto mais volumoso, já a cintura, quadril e o bumbum ficam menos evidentes.

Pode apostar!

Para causar um equilíbrio nas curvas e minimizar a diferença entra as partes superiores e inferiores, a profissional da varejista Caedu aconselha o uso de peças volumosas na parte de baixo do corpo e não marcar tanto a silhueta. "A mulher com o corpo triangular invertido pode apostar em peças como saias com volume e rodadas, calças pantalona ou no modelo 'boyfriend', blusas mais acinturadas, partes de baixo estampadas e camisas".

Alerta! Alguns tipos de blusa podem não cair bem para esse biotipo, assim como calças muito justas, que acabam afunilando o corpo. "O decote canoa na blusa pode causar o efeito reverso que a mulher no corpo triângulo invertido está buscando. Tops tomara que caia e blusas de mangas bufantes ou com outros detalhes como babados, também são pouco recomendadas. Além da calça, saias e shorts com modelagem justa podem tornar a parte inferior do corpo ainda menor", finaliza.




Siga
 @MarcosGomesBr e fale comigo ! 

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife

Estilo Brasileiro, Rose Benedetti foi a precursora da bijuteria no Brasil