DESTAQUE

MODA: CRIS BARROS AW21 I Entre Céu e Terra

Imagem
"A coleção AW21 foi dividida em três capítulos e pensada como um exercício de olhar a natureza como escultura e a paisagem como arte; criando uma porta de entrada para a contemplação da luz, do tempo e do espaço. Dialogar entre o natural e o criado pelo indivíduo, ligando o físico ao efêmero em uma experiência sensorial transformadora que cria uma conexão entre o Céu e a Terra." - Cris Barros CAPÍTULO 1 - LANDART A arte da terra ou "Land Art", foi um movimento artístico que nasceu nos anos 60s, a partir da fusão da natureza e da arte onde a paisagem, além do suporte, faz parte da criação artística. O Capítulo 1 intitulado LANDART e dividido em 4 edições , homenageia essa experiência artística onde o observador interage com a obra, e a grandiosidade da natureza como fonte de inspiração; uma obra de arte perfeita. COLEÇÃO Dando continuidade no capítulo 1, CRIS BARROS apresenta agora o Inverno AW21 Entre Céu

ENTRETENIMENTO: Fazendas Históricas recebem o 17º Festival Vale do Café, RJ - 18 a 28 de julho






O tradicional Festival Vale do Café chega ao seu 17º ano com programação diversificada e fazendas cinematográficas. Nesta edição, serão homenageados Villa-Lobos e Tom Jobim.


Uma sinfonia monumental invadirá as fazendas históricas do Vale do Paraíba, durante o 17º Festival Vale do Café, entre 18 e 28 de julho. 12 fazendas históricas receberão os concertos e, claro, abrirão as portas de suas construções seculares.


O Festival Vale do Café obteve ao longo de sua história importantes reconhecimentos: vencedor do Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro na categoria Empreendedorismo, faz parte do Calendário Oficial de Eventos do Estado devido a sua importância econômica e cultural.


O evento leva música de qualidade para as antigas fazendas de café, remanescentes significativos da história brasileira no século XIX. Além de contribuir para a divulgação deste patrimônio extraordinário, o Festival Vale do Café é importante para a "alavancagem econômica da região". De acordo com estudo da FGV, cada 1 real investido no evento garante para a economia local mais de 5 reais. O impacto econômico é ainda flagrante na ocupação de 100% da rede hoteleira das cidades que acolhem o Festival Vale do Café.


Rio das Flores, Vassouras, Barra do Piraí, Conservatória, Valença e Paty do Alferes serão algumas das cidades a receber o Festival Vale do Café 2019.


O Festival Vale do Café oferece os concertos exclusivos, os sabores da gastronomia local e a oportunidade de visitar alguns dos mais importantes patrimônios históricos da região.


Os concertos ocorrem nos dois últimos finais de semana do mês de julho (de 19 a 21 e de 26 a 28) e incluem atrações como Rosana Lanzelotte, Leo Gandelman, Turibio Santos, Victor Biglione, Wagner Tiso, Zé Paulo Becker e grupo Semente, entre tantos outros.


Nesta edição, o Festival Vale do Café relembra os 65 anos de ausência de Villa-Lobos e 25 anos sem Tom Jobim.


Além dos concertos em Fazendas Históricas, com ingressos pagos, o Festival Vale do Café reserva para população do Vale e turistas uma programação gratuita de concertos.


Na quinta-feira dia 18/07 às 20h, a Igreja Matriz de Vassouras recebe Maria Teresa Madeira e João Bani para o espetáculo João e Maria.


Sábado, 20 de julho, também às 20h, será a vez de Paty do Alferes. O compositor e musicólogo Turibio Santos, um dos maiores nomes do violão no mundo, convida os moradores e visitantes da cidade para uma inesquecível "Viagem à Espanha".  Em seu espetáculo gratuito, Turibio guia a plateia por Alhambra, Majorca, Sevilha e Asturias, sempre acompanhado pelos maiores compositores do país, Sor, Tárrega, de Falla, Albeniz e muitos outros. Uma viagem musical imperdível! E deslumbrante! Que dispensa passaporte!


Rio das Flores terá a oportunidade de conferir a qualidade sonora do primeiro bacharel  em cavaquinho do Brasil: Pedro Cantalice – um vibrante músico, extremamente atuante na cena carioca. Com seu grupo, Pedro realiza o concerto Cavaquinho no Samba e no Choro, dia 26 de julho, às 20h, no Centro Cultural Professor Antônio Pacheco Leão.


Para os apaixonados pela música, de todas as idades, o Festival Vale do Café inclui ainda em sua programação cursos gratuitos de voz e instrumentalização.


Ao longo de sua história, os cursos já deram oportunidade a mais de 4.000 alunos.


O objetivo é permitir o aperfeiçoamento musical dos alunos, reforçando sua paixão pela música. São milhares de histórias marcantes que estimularam a profissionalização de jovens aprendizes, valorizando a inserção social através da música.


É o caso, por exemplo, de Matheus Fonseca, que entrou pela primeira vez nos cursos em 2010 com 18 anos. Dois anos depois, já estava na UniRio e hoje é professor em três escolas da rede privada, dois projetos sociais, além de coordenar um bloco de carnaval.


Este ano, o Festival Vale do Café oferecerá seis cursos gratuitos, em Vassouras, de 22 a 26 de julho das 09h às 17h. A professora e soprano Carol McDavit dará curso de canto. Pedro Cantalice será professor de cavaquinho e bandolim. O acadêmico, membro da Academia Brasileira de Música, Celso Woltzenlogel ensinará flauta. Os alunos que desejarem aprofundar conhecimento em violino através do método Suzuki, terão a supervisão da professora Suray Soren. Os alunos de violão contarão com duas turmas ministradas por Ulisses Rocha, professor Doutor da Unicamp e pelo diretor artístico do Festival Vale do Café, Turibio Santos.


O Festival Vale do Café é um projeto da Backstage Produções que, em sua 17ª edição, é apresentado pelo Ministério da Cidadania e tem o patrocínio de Furnas, além de contar com apoio do Prima Qualità e a parceria de mídia da OnBus Digital e Jornal O Globo.

 

 


 

Serviço:

O que: 17ª edição do Festival Vale do Café

Onde: Vassouras, Barra do Piraí, Conservatória, Valença, Paty do Alferes e Rio das Flores, RJ

Quando: De 18/07 a 28/07

Site: www.festivalvaledocafe.com.br

Ingressos:

R$ 150,00 inteira; R$ 75,00 meia

Ingressos Populares:

R$ 75,00 inteira

R$ 37,50 meia

Compra de ingressos: http://www.festivalvaledocafe.com.br/programacao-fazendas/

Classificação: Livre

 



Programação nas Fazendas Históricas:

 

Sexta-Feira, 19/07

11h – Fazenda União, Rio das Flores. David Ganc e Fabio Adour - Encontros: Villa-Lobos e Jobim.

16h – Fazenda Mulungu Vermelho, Vassouras. Eduardo Neves e Gafieira de Bolso - De Severino Araújo e Pixinguinha à Jobim e Donato.

 

Sábado, 20/07

11h – Fazenda do Secretário, Vassouras. Duo Consonâncias – Villa-Lobos e seu legado na canção brasileira.

16h – Fazenda São Fernando, Vassouras. Zé Paulo Becker e Grupo Semente – Choros Jazz.

 

Domingo, 21/07

11h – Fazenda da Taquara, Barra do Piraí. Ulisses Rocha – Eu moro na Villa Jobim.

16h – Fazenda Alliança, Barra do Piraí. Rosana Lanzelotte - Part. Especial Madá Nery – 200 anos de Dona Maria II de Portugal.

 

Sexta-Feira, 26/07

11h – Fazenda Florença, Conservatória. Duo Yvytú – Villa-Lobos e Piazzola.

16h – Fazenda Vista Alegre, Valença. Carol McDavit- O encanto da opereta e do teatro musical

 

Sábado, 27/07

11h – Fazenda das Palmas, Vassouras. Duo Interarte – Villa Lobos: violão e cello

16h – Fazenda São Luis da Boa Sorte, Vassouras. Victor Biglione e Wagner Tiso – Part. Especial Marcio Mallard – Cordas Panamericanas

 

Domingo, 28/07

11h – Fazenda São João da Prosperidade, Barra do Piraí. Turibio e Leo Gandelman - Surpresas de Villa-Lobos

16h – Fazenda Ponte Alta, Barra do Piraí. Choro Novo – Para além do choro

 

Programação gratuita nas cidades:

Vassouras

18/07 (Qui). 20h. Igreja Matriz de Vassouras. Maria Teresa Madeira e João Bani - João e Maria.

Paty do Alferes

20/07 (Sex). 20h. C. C. Maestro José Figueira. Turibio Santos - Uma viagem à Espanha

Rio das Flores

26/07 (Sab). 20h. C. C. Professor Antonio Pacheco Leão. Pedro Cantalice e grupo – Cavaquinho no samba e no choro

 

Cursos Gratuitos:

Período: 22 a 26 de julho de 2019

Local: Vassouras – Colégio Estadual Ministro Raul Fernandes

Horário: 09h às 17h

Canto – Carol McDavit

Cavaquinho e bandolim – Pedro Cantalice

Flauta – Celso Woltzenlogel

Violão – Turíbio Santos

 Violão – Ulisses Rocha

Violino método Suzuki – Suray Soren

 

Inscrições: Para se inscrever é necessário preencher os documentos e enviar para o e-mail: cursos@festivalvaledocafe.com.br. O curso é GRATUITO. Hospedagem e Alimentação por conta do aluno.

 




Fazenda Alliança, em Barra do Piraí, RJ, presente na 17ª edição do  Festival Vale do Café.
Fazenda Alliança, em Barra do Piraí, RJ, presente na 17ª edição do Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues



Alunos dos cursos gratuitos tem dia de apresentação no Festival Vale do Café,
Alunos dos cursos gratuitos tem dia de apresentação no Festival Vale do Café,
Paulo Rodrigues



Cursos de instrumento e vocalizacão musical acontecem na programação do Festival Vale do Café.
Cursos de instrumento e vocalizacão musical acontecem na programação do Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues

O maior festival de música erudita da região Sul Fluminense.
O maior festival de música erudita da região Sul Fluminense.
Paulo Rodrigues
 


Sabores dos produtos locais somam-se às atrações do Festival Vale do Café.
Sabores dos produtos locais somam-se às atrações do Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues


Fazenda Alliança é um dos cenários para apresentações musicais no Festival.
Fazenda Alliança é um dos cenários para apresentações musicais no Festival.
Paulo Rodrigues


Casas sede das fazendas históricas são palco para música erudita.
Casas sede das fazendas históricas são palco para música erudita.
Paulo Rodrigues
 


Paisagens rurais, como a da Fazenda Ponte Alta, compõe o Festival Vale do Café.
Paisagens rurais, como a da Fazenda Ponte Alta, compõe o Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues
 


Fazenda União, em Rio das Flores,  abre a programação do Festival Vale do Café em 2019.
Fazenda União, em Rio das Flores, abre a programação do Festival Vale do Café em 2019.
Paulo Rodrigues



Música e História se complementam no Festival Vale do Café.
Música e História se complementam no Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues


Turíbio Santos (ao centro), apresenta-se em Paty do Alferes na 17ª edição do Festival Vale do Café.
Turíbio Santos (ao centro), apresenta-se em Paty do Alferes na 17ª edição do Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues
 


Janelas coloniais: símbolo da região Vale do Café
Janelas coloniais: símbolo da região Vale do Café
Paulo Rodrigues
 


Artistas nacionais e internacionais compõe a 17ª edição do Festival Vale do Café.
Artistas nacionais e internacionais compõe a 17ª edição do Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues


Instrumentos como harpa, violino e violão roubam a cena durante o Festival Vale do Café.
Instrumentos como harpa, violino e violão roubam a cena durante o Festival Vale do Café.
Paulo Rodrigues











Sua marca ou seu negócio no site e nas redes sociais !

Postagens mais visitadas deste blog

Estilo Brasileiro, Zuzu Angel misturava seu estilo à temas regionais e folclóricos

Estilo Brasileiro, Valdemar Iódice desenvolve uma moda jovem imprimindo personalidade em sua grife

Estilo Brasileiro, Rose Benedetti foi a precursora da bijuteria no Brasil