MARCAS e ESTILISTAS: Alaïa, o mestre das silhuetas.


 Azzedine Alaia nasceu na Tunísia, e se mudou para a capital francesa na década de 50. Nessa época, com a guerra fria em andamento, as roupas estavam sendo confeccionadas bem masculinas, quase assexuadas: as mulheres ocupavam cada vez mais espaço no mercado de trabalho e queriam usar "roupas de menino" pra demostrar todo o poder que adquiriam. Por isso, Alaia decidiu prestar atenção nas formas do corpo feminino, e com suas crições devolveu ao mundo a silhueta do tipo ampulheta.


 Já na década de 80 o estilista se tornou um arquiteto da moda, com coleções de roupas super justas, sensuais e ousadas, cheias de vestidos com costas de fora, corsets e cinturões: roupas que literalmente moldavam o corpo.


 Hoje a marca dele não participa de semanas de moda (Alaia acredita que o ritmo alucinado dos ciclos de moda prejudicam sua criatividade), mas o estilista produz raras coleções, com tiragens mega limitadas e alguns vestidos sob medida, feitos por encomenda.


 O grande estilista Tunisiano nasceu em 7 de junho de 1940, na Tunísia, onde estudou escultura na “École des Beaux-Arts”.Lá, aprendeu sobre a forma humana e começou a dedicar-se inteiramente a ela, quando, em 1957, mudou-se para Paris e trabalhou para Christian Dior, Thierry Mugler e outros designers incríveis.


 Alaia também foi assistente de Guy Laroche por pouco tempo e, logo depois, em meados dos anos 80, começou a criar seus próprios modelos, apresentando-os em sua primeira coleção de “ready-to-wear”, em 1982, em Paris.

 O sucesso foi tanto que, em 1985, Azzedine foi nomeado pelo Ministério da Cultura da França o melhor designer do ano, e assim, inaugurou suas primeiras lojas, em cidades como Nova York e Bervely Hills.


 Azzedine Alaia sabe compreender o corpo feminino. É perfeccionista e trabalha diretamente sobre o corpo da mulher, para ter um ajuste impecável. Mestre em drapeados pode criar roupas que se ajustam no corpo da mulher, como se (elas) fossem uma segunda pele.

 O designer não freqüenta lugares muito badalados; seu último desfile foi em 1996, mas continua atendendo e criando roupas incríveis, para clientes super selecionadas, como Carine Roitfeld (editora da Vogue francesa), Victoria Beckham, Naomi Campbell, Victoire de Castellane (designer de jóias da Dior) e as irmãs Olsen, que, por sinal, simplesmente amam as “gladiator sandals” de Alaia.


 Falando nisso, estas sandálias permanecem em alta no próximo verão ! E elas podem ser “flat” ou, até mesmo, ter saltos altíssimos; podem ser usadas com meias grossas, em um dia mais frio, sem meias, com jeans, com saias e também com shorts, vai da sua imaginação.

 Mas, meninas com pernas curtas e mais grossas, tomem bastante cuidado: estas sandálias tendem a aumentar o tamanho do tornozelo e diminuir a perna, dependendo de como são usadas. Fiquem atentas e usem e abusem das suas.

Postagens mais visitadas deste blog

MARCAS e ESTILISTAS: Paco Rabanne, o inventor da armadura dos anos 60.